Para compartilhar idéias!



quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

O uso das ferramentas de Redes Sociais

Elaborei o texto abaixo para colaborar com alunos do curso de Jornalismo. O texto trata, também, do uso das redes sociais por empresas do comércio varejista.

O conceito de Rede Social, a partir da Wikipédia (www.wikipedia.com.br), indica que se trata de “uma das formas de representação dos relacionamentos afetivos ou profissionais dos seres humanos entre si ou entre seus agrupamentos de interesses mútuos.” Isso significa que redes sociais existem na sociedade desde tempos remotos. Com a disseminação da Internet, o conceito de rede social passa a incluir o “relacionamento digital”, ou seja, um relacionamento no qual as pessoas estão fisicamente dispersas e se comunicam por meio de tecnologia da informação, no caso, a rede mundial de computadores, a Internet.
A Internet, presente em nossas vidas, desde meados dos anos 1990 contribui para a disseminação da informação em várias áreas: lazer, negócios, pesquisas, relacionamentos de amizade e amorosos.
Na área de negócios, as organizações procuram expandir seus negócios a partir do comércio eletrônico alcançando novos públicos.
Com o advento das redes sociais, novas formas de negócios surgem tais como a divulgação de produtos e o contato com os clientes via as ferramentas de redes sociais na Internet. As redes são vistas como canais para realizar pesquisa de mercado, de público-alvo e lançamento de novos produtos.
Entretanto, segundo uma pesquisa realizada pela Associação Comercial de São Paulo com 500 empresas da cidade de São Paulo de micro a grande porte de vários setores, 83% das empresas não possuem cadastro em redes sociais. As instituições financeiras são as que mais utilizam as redes sociais (26%) e o comércio varejista é o setor que menos as utiliza (representa 12%). As redes sociais mais utilizadas pelas empresas são: Orkut, Twitter e Facebook. Mais detalhes da pesquisa são encontrados em http://www.agenciasebrae.com.br)
Apesar do segmento de pequenas empresas ser o que menos utiliza as redes sociais, de acordo com a pesquisa, os empreendedores já conhecem e valorizam o potencial do uso da Internet.
Dentro desse universo, o qual chamamos sociedade da informação, as empresas de qualquer porte não podem ignorar as potencialidades a partir das redes sociais. Principalmente, as pequenas empresas, tradicionalmente castigadas por dificuldades em aquisição de tecnologia da informação, tem agora a possibilidade de divulgar seus produtos e se relacionar com seus clientes de uma maneira rápida e sem alto custo. Nesse setor, as empresas do comércio varejista podem usufruir das facilidades tecnológicas para divulgar seus produtos, se relacionar com seus clientes e expandir sua área de abrangência.
Um outro papel que ganha espaço nas redes sociais é a educação e mobilização de consumidores em todo o mundo, pois a Internet torna-se um canal de recebimento de reclamações e queixas contra produtos e empresas. Algumas iniciativas na Internet discutem, inclusive, o consumo consciente e sustentável, contribuindo para a melhoria de qualidade de vida e cuidando do meio ambiente.
Percebe-se que a Internet ampliou o uso e a disseminação da informação em todas as áreas e que, com as ferramentas de redes sociais, um público cada vez maior se encontra na rede. Esse público se torna, assim, cada vez mais exigente e fortalecido pelo alcance das informações ali colocadas.
Mas, não se pode esquecer dos problemas que ainda existem a partir do uso da Internet tais como: a exclusão digital que alija milhões de pessoas do acesso à tecnologias da informação; o uso da rede para fins ilícitos, roubos, difamação, discriminação, pedofilia etc; o vício eletrônico e o isolamento social.
Mesmo diante dos problemas apresentados, saber usar de forma adequada as ferramentas das redes sociais torna-se, assim, um desafio e uma oportunidade para as pequenas empresas, as quais podem expandir seus negócios.
As ferramentas de redes sociais disponíveis na Internet são pautadas por facilidade de acesso e gratuidade, o que possibilita que as pessoas e as organizações se conectem para estreitar laços e criar vínculos em interesses comuns, criando, assim, novas formas de relacionamento desde amizade até negócios.

Sugestão de leitura:
Recuero, Raquel. Redes Sociais na Internet. Ed. Sulina, Porto Alegre: 2009.

Nenhum comentário:

Postar um comentário