Para compartilhar idéias!



sexta-feira, 20 de julho de 2012

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Mulheres e eleições 2012

"Quando uma mulher entra na política, muda a mulher. Quando muitas mulheres entram na política, muda a política." Esta é uma fase famosa atribuida a Presidenta do Chile, Michele. Claro que não é qualquer mulher que vai mudar a política. Historicamente, o Brasil é marcado por mulheres que herdam a política de familiares, pais ou maridos. À exceção fica por conta das mulheres que atuam em movimentos sociais, as quais constrõem suas candidaturas em cima de trabalho de muitos anos desenvolvido em suas comunidades ou nos movimentos que atuam. Essa constução faz com que essas mulheres desempenhem suas atividades na política com coerência e força. No entanto, infelizmente, o Brasil continua tendo muito pouca presença feminina na política, somos apenas 8,8%. A nossa esperança é que com a eleição da Presidente Dilma esse quadro mude com o aumento de mulheres nos cargos políticos. O país ganhou muito com a implementação de políticas públicas para mulheres e o fortalecimento da Secretaria Nacional de Políticas para Mulheres, criada em 2003 pelo Presidente Lula. Não podemos retroceder! Somos a maioria da população, já temos mais anos de estudo do que os homens, chefiamos as famílias e estamos no mercado de trabalho. Ainda temos muito a conquistar como a criação de infra-estrutura para a mulher trabalhadora (escolas em tempo integral, lavanderias, condições de trabalho etc), o fim da violência e da discriminação contra a mulher, entre outros. Temos, portanto, responsabilidade nas eleições. Vamos votar em homens e mulheres que sejam comprometidos com as políticas públicas para as mulheres, a começar pela defesa da Secretaria Municipal da Mulher e pelo respeito ao Conselho da Mulher e as entidades que ali estão representadas. Se optar por votar em mulheres, analisem seu histórico de lutas e contribuição para as políticas para as mulheres e para as chamadas "minorias" em nossa sociedade. Se optar por votar em homens, que considerem mais aptos aos cargos pleiteados, verifiquem seu comprometimento com as lutas das mulheres e o compromisso com as políticas públicas para as mulheres. O que não podemos mais é votar pela omissão!

terça-feira, 17 de julho de 2012

Redes sociais e blogs

Tempos atrás eu soube de blogueiros que desistiram de seus blogs por considerar que as pessoas se interessam mais pelas redes sociais com textos mais curtos e a atualização rápida de mensagens, Aí, fiquei pensando que uma das redes que participo (a mais famosa atualmente) parece mais reunião de família de italianos: nós conversamos todos ao mesmo tempo. E, como diz meu genro: voce fala, alguém pode te ouvir, vai te responder e ficar conversando com voce. Enquanto isso, os outros estão conversando outros assuntos. Mas, se voce falar e ninguém estiver te ouvindo, a sua fala fica perdida. Na rede em questão, se voce não fica conectado o tempo todo perde uma série de informações e comentários. Também, verifiquei que começa a acontecer nessa rede, o mesmo que acontece na outra: as pessoas enviam uma enxurrada de bilhetes, desenhos, frases etc, ao estilo "corrente". Vejo que o que era prá ser um local de troca de idéias, se tornou uma espécie de corrente virtual. Talvez eu seja muito chata por pensar que a rede social deveria ser algo mais informativo e instrutivo. Talvez a rede social tenha sido criada prá isso mesmo. Talvez eu tenha uma visão muito utilitária da rede social com postagem de mensagens sobre eventos, cursos e eleições. Então, por ora, continuo com o blog para compartilhar idéias...

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Acordo Judicial - Desculpas

Por acordo judicial entre as partes envolvidas, publicamos o pedido de desculpas abaixo: "No ano de 2010, a autora do referido blog veiculou texto, assinado por terceira pessoa, sob o título “Sarandi pode ter sua Mércia Nakashima”. O texto foi retirado posteriormente, no mesmo ano, em comum acordo entre os advogados Claudinei Codonho e Jacheline Batista Pereira. Em nenhum momento tive interesse em desqualificar a imagem do Sr. Claudinei Codonho até porque seu nome não foi citado no referido texto. Inclusive, na época foi oferecido espaço para o Sr. Claudinei Codonho colocar sua versão dos fatos. Posteriormente, os fatos mostraram que o Sr. Codonho não tinha relação com o episódio. Entretanto, a autora do blog, apesar de nunca ter tido o intento de ofender o Sr. Claudinei Codonho, dirige-se ao mesmo com pedido de desculpas por terem relacionado seu nome ao texto postado naquela época."

quarta-feira, 4 de julho de 2012