Para compartilhar idéias!



terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Fim de ano...Natal e Ano Novo!

Estamos quae em 2011, já se passou uma década do novo século. Continuamos a desejar que o espírito que nos envolve no Natal continue em cada dia do Ano Novo. Mas, pelo que percebemos no mundo ao nosso redor, esse desejo não é tão simples e fácil como parece ou como deveria ser. Na correria do dia-a-dia esquecemos de olhar para os lados, para o mundo, para as pessoas... E quando abrimos finalmente os olhos, já estamos no Natal novamente. Por isso, tomei a liberdade de fazer uma listinha de desejos, renováveis a cada fim de ano. Lá vai a minha lista:
que coloquemos alegria em nossas vidas, pois problemas todos temos em todas as áreas;
que possamos retribuir ao mundo (a Deus) tudo aquilo de bom que nos acontece, fazendo muitas coisas boas para outras pessoas, criando uma rede de retribuição;
que encontremos forças quando os problemas nos afligirem;
que consigamos colaborar com o mundo em que vivemos para melhora-lo.
que possamos apreciar o nascer e por do sol, a beleza da lua e o cheiro da terra molhada pela chuva;
Lembrei, também, do poema Desejos do Drumond.
E a lista foi ficando grande...tão grande que concluo que cada um de nós pode fazer sua listinha de desejos. O que vale é que a lista tenha desejos pessoais, desejos universais e agradecimentos pela vida.
E, desejo a todos e a todas um Natal de muita luz! E obrigada por darem um olhadinha no meu blog, mesmo em meio a tantas atribulações e pouco tempo que sei que todos tem.

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Que final de ano é esse?

Quem convive comigo sabe que não sou de reclamar muito, mas parece que esse período letivo não termina. E haja reunião...Sinto que a corda está esticando, esticando...ainda bem que temos férias nos esperando pela frente.

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Lá em São Carlos (SP)

Estive em São Carlos na semana passada, em reunião na USP de um projeto de cooperação que temos entre a USP, a UEM e a PUC-RS, na área de computação. A viagem foi uma espécie de volta ao passado, dos tempos do mestrado na UFSCar. Muitas lembranças e, no fim, muitas risadas. Mas que aquela rampa da rodoviária de Araraquara aumentou de tamanho, aumentou...na época parecia bem menor. E lá se vão 18 anos...Hoje, as facilidades são bem maiores e pode-se cursar mestrado na UEM, pertinho de casa, sem as madrugadas em ônibus e sem transtornos. Muito bom, saber que temos cursos perto de nós, contribuindo para melhorar a qualidade das várias áreas profissionais em nossa região.