Para compartilhar idéias!



segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

A festa da democracia III

Estamos indo para o final do mes de fevereiro e o TSE ainda não julgou casos de prefeitos com pedido de impugnação das eleições 2012. Algo não está compatível com o processo eleitoral. Os candidatos são liberados para disputar as eleições mesmo tendo processos de impugnação. Depois, caso eleitos, são diplomados, escolhem seus cargos comissionados (CCs) e, ainda, aumentam o número de cargos comissionados de forma absurda. Ao serem julgados e impugnados, tudo voltar a estaca zero, ou seja, em algums lugares ocorrem novas eleições, em outros o candidato que obteve o percentual é o eleito. Imagine, realizar todo o processo eleitoral novamente, com o envolvimento de tantas pessoas e tantos recursos públicos gastos. Como consequência, os CCs são exonerados e novos CCs são nomeados. Será que ninguém pensou que, além dos transtornos de novas eleições ou novas nomeações, é gasto dinheiro público que poderia ser destinado para obras e serviços públicos. Na prática, os CCs exonerados vão receber por sua saída valores proporcionais de 13. e férias, o que é um direito. Mas, percebam que nós, população, pagamos a conta devido a processos que não foram julgados em tempo hábil. O lógico seria que os processos fossem julgados antes das eleições, o que, além de evitar dúvidas e inseguranças, traria economia aos cofres públicos. Vamos pensar que a nossa democracia continua em construção e, quem sabe, situações desse tipo sejam resolvidas antes das eleições para que o processo eleitoral transcorra com tranquilidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário